Avisos

Non non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on non onono nono nono nonon on.

(11) 97642-6694
cursos@fseduca.com.br
Av. Dr. Vital Brasil, 177, cj 301, Butantã, São Paulo, SP

Atendimento: Segunda à Sexta das 08h00 às 17h00 |  (11) 97642-6694

Confira a entrevista que fizemos com Claudenir Martins Jacometto, Diretora e Sócia Fundadora da Solar Ar

Segundo um levantamento realizado pelo SEBRAE, 9,3 milhões de brasileiras são empreendedoras, representando 34% de todos os donos de negócios do país. De acordo com um estudo divulgado pela consultoria empresarial Boston Consulting Group, diminuir a diferença de gênero em altos cargos executivos pode elevar o PIB mundial entre US$ 2,5 trilhões e US$ 5 trilhões.

Este cenário mostra a importância de ter mais mulheres empreendedoras não só no Brasil, como no mundo. Para falar mais sobre este assunto, convidamos uma empreendedora da área de Facility Management. Formada em Administração de Empresas pela Faculdade Oswaldo Cruz, Claudenir Martins Jacometto é Diretora e Sócia Fundadora da Solar Ar, empresa com 15 anos de experiência no segmento de manutenção e instalação de ar-condicionado.

Confira a conversa que tivemos com ela:

Claudenir Martins Jacometto, Diretora e Sócia Fundadora da Solar Ar
Claudenir Martins Jacometto, Diretora e Sócia Fundadora da Solar Ar

Quais foram seus principais desafios em empreender no setor de FM?

A luta pela igualdade de gêneros no mercado de trabalho não é de hoje, as dificuldades e superações das mulheres são muitas e diárias. No empreendedorismo não é diferente, o que torna o preconceito um dos maiores desafios por mim encontrado no setor de FM, mercado predominantemente masculino, em que a competência técnica feminina e habilidades profissionais são desconsideradas, pelo simples fato de ser uma "mulher".

 

Quais adaptações foram necessárias no negócio, diante da pandemia?

Seguimos as regras sanitárias orientando todos os colaboradores. Distribuímos máscaras, álcool em gel e fizemos adaptações nos locais de trabalho.

 

Como você vê o empreendedorismo feminino na área de FM? Acha que há poucas mulheres no mercado?

Vejo que a diminuição da diferença de gênero agrega habilidades e competências importantes no setor de prestação de serviços como: empatia, sensibilidade, resiliência emocional, relações com clientes mais profundas, reduzindo risco para o negócio, dentre outras.

Acredito que ainda há poucas mulheres no mercado, mas não tenho como precisar em números.

 

Você daria alguma dica para as mulheres que buscam empreender no setor?

Tenham autoconfiança, planejamento, organização, inovação, motivação, coragem, atitude e persistência para alcançar seus objetivos.

 Gostou do texto? Compartilhe com sua rede de contatos!